domingo, fevereiro 22, 2009

O PRAZER DO DONO DE MIM


Meu Dono não precisa alterar
a voz para me dominar.
Ama desenhar em minha pele e ,
seus pincéis são os seus chicotes,
qdo ele os olha , sinto-o com o
olhar de um lobo, cheio de desejos.
Qdo em seguida me olha: gelo e me sinto
molhar. Lentamente tira minha blusa
bem devagar numa tortura incrível, me
faz levantar os braços e ao prende-los,
com os olhos vendados me diz para
escolher qual dos chicotes vai usar.
Meu corpo treme de prazer em sentir
seu cuidado comigo, me diz q vamos
fazer um jogo. A cada erro meu um
novo desenho se forma em minha pele. O chicote meu Dono usa para me castigar
enquanto eu não gozo, adio ao máximo só para não m render aos desejos dele, me
esquecendo q não sou dona de minhas vontades, ele quem comanda minha vida
e minhas vontades. Baixinho com voz suave me diz vamos, "eu quero seu gozo", sua voz
penetra em meu cérebro, me tirando o controle.
Então meu corpo reage ao seu apelo e como uma kadelinha obediente me entrego aos
prazeres para satisfação de meu DONO e SENHOR. Seu olhar demonstra toda a satisfação em mais uma vez ter feito valer o poder de seu domínio sobre mim. Exausta, me deito
aos seus pés, entregue aos cuidados e carinhos daquele q me castiga, mas q tbm
me ama, cuida, protege e ensina.
Meu amado DONO e SENHOR M.

Um comentário:

  1. ta msm um espectaculo.tens msm jeito pra isto.ve-se k gostas msm.bj

    ResponderExcluir